Terceiro Setor Online Você no século do conhecimento

Ana Lúcia Polli é Bacharel em Ciências Contábeis pela PUC/SP, pós-graduada em Controladoria e Contadora no escritório PolliContábil, com atuação profissional no Terceiro Setor. Contato: pollicontabil@pollicontabil.com.br

Website: http://www.pollicontabil.com.br/contabil/

O Protagonismo do Terceiro Setor e a Necessária Transparência na Prestação de Contas

3 Comentários

Não é de hoje que a participação organizada da sociedade civil nos espaços de poder faz com que as crescentes demandas da sociedade por serviços assistenciais, nos locais em que a gestão pública não consegue alcançar, passem a ser absorvidos por organizações não governamentais, formadas por grupos de pessoas comprometidas em apoiar o poder público no sentido de contribuir com o atendimento sócio-assistencial e suprir tal carência.

Essa participação e comprometimento refletiram também na elaboração de Leis que hoje norteiam o funcionamento dessas entidades.

Devido a essas novas exigências legais e pela necessidade objetiva de tornar transparente a prestação de contas do Terceiro Setor, no decorrer das últimas décadas as entidades desse segmento vêm aprimorando e tornando cada vez mais profissional o que ha algum tempo se apresentava como amador e, muitas vezes, basicamente feito por “boa vontade” e sem o devido controle.

Essa fase, felizmente, faz parte do passado e as entidades entenderam a necessidade objetiva de profissionalizar sua gestão, tanto do ponto de vista administrativo quanto de suas atividades e, consequentemente, de suas contas.

A contabilidade, que também era tratada como um “mal necessário”, passou a cumprir seu verdadeiro papel nesse processo de transparência e responsabilidade, e assim como o médico ou o advogado que se especializam em determinada área de atuação, o contador se especializou no Terceiro Setor.

O Conselho Federal de Contabilidade editou Normas específicas, com regras e procedimentos de conduta que são requisitos ao exercício da profissão do contabilista, e capacitou o profissional à adequada orientação aos gestores das organizações e, por consequência, à apresentação de Demonstrações Contábeis que passaram a servir efetivamente como instrumento à continuidade das organizações, uma vez que traduzem suas vidas econômicas e sociais.

A união de todos esses cuidados em torno de causas sociais resulta em compromisso, e todos nós fazemos parte desse processo, cada um com seu importante papel no resultado desejado: o bem comum.

* Ana Lúcia Polli é Bacharel em Ciências Contábeis pela PUC/SP, pós-graduada em Controladoria e Contadora no escritório PolliContábil, com atuação profissional no Terceiro Setor. Contato: pollicontabil@pollicontabil.com.br

Compartilhe:
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • StumbleUpon
  • Delicious
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Digg
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Reddit
  • Sphinn
  • Tumblr

    3 Comentários para “O Protagonismo do Terceiro Setor e a Necessária Transparência na Prestação de Contas”

    1. Muito boa a matéria. Eu realmente acredito que um maior controle das contas seja o caminho para o sucesso.

      Marcelo (17 de abril de 2012 às 11:51)

    2. Muito boa essa matéria. Sou contador de uma Instituição, mas há quse 8 anos estou trabalhando no terceiro setor. Hoje em dia, felizmente, nós profissionais da área contábil estamos sendo visto da forma que sempre merecemos er vistos. Por outro lado, ainda há pessoa que defendam a “tese” de que contador não faz nada, que os “SISTEMAS”, por estarem integralizados – em alguns casos -, fazem tudo. Gostaria de falar para ainda pensa assim que, os sistemas foram criados pelo homem, logo com a ideia e com nosso olhar sobre às necessidades de como cada lançamento refletirar no resultado final. E, ainda, é através de análises dessas demostrações que tomaremos como base para as decisões administrativas/financeiras dentro das organizações, ou seja, é preciso ter o mínimo de conhecimento nas áreas: financeira, contábil, pessoal, RH, enfim…e acredito que sistema NENHUM tem esse poder. Pensem nisso…

      Lourival (20 de junho de 2012 às 23:26)

    3. Prezada, Ana Lúcia Polli.
      Ufa, afinal encontrei uma profissional, atenta aos festivais de atrapalhadas existentes quanto ao trato do Terceiro Setor e por organizações não governamentais. Depois de 30 anos, te encontrei. Que Deus te abençõe e te conserve com este espirito de dinamismo.
      Cook Winston
      Presidente da ONG – Associação Comunitaria de Corpo de Bombeiro Civil Floretal Sem Fronteira – BIFSF

      Cook Winston (29 de novembro de 2012 às 22:34)

    Comentar

    © Terceiro Setor Onlinne - 2014 | Todos os Direitos Reservados